Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - quinta-feira, 28 de janeiro de 2021
 

Este espaço é para você aprimorar a notícia, completando-a.

Clique aqui para exibir os comentários


 

Os dados aqui preenchidos serão exibidos.
Todos os campos são obrigatórios

Mensagem: Mensagem 85296 - A respeito da longa interrupção do fornecimento de energia elétrica no Estado do Amapá, que hoje completa 19 dias, realmente trata-se de ocorrência que deixa perplexo todo o Brasil, pelas gravíssimas consequências que traz para toda a população local, devido a acidentes, como incêndio em residência e morte de eletricista, perdas de produtos perecíveis e equipamentos eletro-eletrônicos, além do desconforto e até mesmo prejuízos à saúde dos consumidores, devido à falta de energia para ventiladores, ar condicionado, geladeiras, freezers, iluminação e outros eletrodomésticos e equipamentos. Para uma análise completa e profunda dessa ocorrência seria necessária a verificação de relatórios de operações do sistema elétrico (linhas de transmissão e subestação), programa e execução de manutenção, reuniões com operadores, técnicos, engenheiros e gerentes, porém, as notícias que chegam por aqui nos permitem fazer alguns comentários, em razão da experiência profissional adquirida, tanto na Distribuição, como na Transmissão de Sistemas Elétricos. Ao que tudo indica falta executar obras que permitam alimentar a subestação de Macapá por outro sistema, de geração e transmissão, se houver desligamento da linha de transmissão e/ou subestação existente. A substituição do enorme transformador que incendiou, por geradores termoelétricos permitirá atender os consumidores, em caráter emergencial, porém, devido ao consumo de combustível, esse atendimento deverá ser substituído por outro tipo de fonte, menos poluente e mais econômica. Em relação ao Sistema Elétrico existente antes dessa longa interrupção, fica a impressão de que não havia um Plano de Contingência eficaz, elaborado com a participação dos diversos profissionais das equipes de operação e manutenção da Concessionária local. Cada Sistema Elétrico Regional tem sua característica operativa específica. Exemplo: a entrada em operação da Usina de Irapé, no Norte de Minas, reforçou o Sistema Regional Norte e Leste da CEMIG, exatamente porque, nos anos 90, os níveis de tensão nas pontas do Sistema Regional Norte, cujas fontes de geração principais eram a Usina de Três Marias e a LT Neves/Três Marias, não atingiam valores satisfatórios,especificados em Normas, principalmente nas contingências operativas, dificultando a operação das linhas de transmissão e subestações e aumentando os índices de interrupções (DEC e FEC), ou seja, deteriorando a Qualidade do Serviço. No entanto, no Ranking da ANEEL, a CEMIG como um todo ainda não atingiu os primeiros lugares porque, além dos aspectos técnicos e gerenciais da rotina diária, a médio e longo prazo há decisões que envolvem escalões mais altos da Empresa que, por ser de economia mista, dependem de Diretores/Presidente e de lideranças políticas. Como disse na mensagem 85270, de 12/11/2020, se as obras planejadas para as diversas regiões do Estado sofrerem adiamentos sucessivos e não forem executadas com a agilidade necessária, há o risco de repentina deterioração da Qualidade do Serviço (exemplo: terceira subestação para atender a região de Montes Claros), avaliada principalmente pelo índice DGC (Desempenho Global de Continuidade), que é influenciado pelo DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Consumidor) e pelo FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Consumidor), conforme Normas da ANEEL. Quanto às ´energias limpas´ (éolica e fotovoltaica/solar), vem crescendo sua potência instalada, mas, por enquanto, o Sistema Elétrico brasileiro depende muito da geração hidroelétrica e das linhas de transmissão/distribuição. Conforme o portalsolar.com.br, ´O Brasil alcançou capacidade instalada de 4,4 GW em energia fotovoltaica e 15,4 GW em eólica, em 2019, e segue a tendência global de perda de protagonismo das hidroelétricas, que deve se acentuar ao longo desta década... As usinas térmicas a gás natural, que hoje garantem 7% da energia, dobram sua participação.´ Espero que esta mensagem contribua para a compreensão da ocorrência na subestação de Macapá, destacando que o Planejamento de Sistemas Elétricos de Potência, pauta ininterrupta das Concessionárias, são importantíssimos para a excelência da Qualidade do Serviço prestado aos consumidores. Afonso Cláudio de Souza Guimarães - Engenheiro Eletricista .

Preencha os campos abaixo
Seu nome:
E-mail:
Cidade/UF: /
Comentário:

Trocar letras
Digite as letras que aparecem na imagem acima